Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Os Ridículos - Desenho Humorístico e Censura (1933-1945)

11 de Outubro a 24 de Janeiro

Inauguração a 11 de Outubro às 16h

Bedeteca de Lisboa - Palácio do Contador-Mor

 

 

As duas bibliotecas especializadas de Lisboa, a Bedeteca (biblioteca de banda desenhada) e a Hemeroteca Municipal (biblioteca de periódicos), vão apresentar nas instalações da primeira, nos Olivais, um conjunto muito significativo de primeiras páginas do jornal Os Ridículos, bissemanário humorístico, acompanhadas das respectivas provas enviadas para e recebidas dos serviços de censura do Estado Novo (a célebre «Comissão de Censura», e o seu famoso carimbo «VISADO Pela Comissão de Censura», em duas linhas). Nesta mostra, inédita, d’ Os Ridículos, a gargalhada, no mínimo, irrompe dobrada em face deste confronto de traços: o do mestre desenhador e o do censor zeloso, perante uma linguagem gráfica insinuativa.

 

A exposição será organizada em três núcleos temáticos (política nacional, política internacional e Lisboa), e conta com desenhos e caricaturas da autoria de Alonso, Stuart, Colaço, Natalino, Silva Monteiro, Américo e Pargana. Através dos cortes às versões iniciais propostas pelos ilustradores, e da comparação com as páginas finais, é possível descortinar os resultados do controlo do Estado sobre o discurso humorístico e gráfico veiculado por este jornal, por outras palavras, sobre a liberdade de expressão, aqui essencialmente plástica – razões de sobra para não perder a inauguração desta exposição. É comissariada por Álvaro Costa de Matos (Hemeroteca Municipal de Lisboa) e Pedro Bebiano Braga (Museu Rafael Bordalo Pinheiro). 


O material exposto faz parte da colecção da Hemeroteca Municipal de Lisboa e constitui uma fonte da maior importância patrimonial e histórica, que nunca foi objecto de um estudo sistemático. São documentos bem reveladores dos objectivos e especificidades da censura sobre a imprensa, neste caso, sobre um jornal humorístico, bem como das estratégias e respostas dos jornais, muitas delas subtis, para contornar a acção do famoso lápis azul. Com esta exposição e toda a programação subsequente, as duas bibliotecas pretendem precisamente despertar o interesse dos seus públicos e do público em geral para este espólio, e promover a sua primeira abordagem. Além da disponibilização de conteúdos digitais, no sítio das BLX e da Hemeroteca Municipal, está prevista a realização de visitas guiadas, ateliers e um debate.

 

Refira-se que Os Ridículos começaram a publicar-se em Lisboa em 1895, por iniciativa e sob a direcção de José Maria da Cruz Moreira, o “Caracoles”. Dois anos mais tarde, em Setembro de 1897, a direcção é assumida por “Auto-Nito”, outro humorista muito popular na época. Apesar do entusiasmo inicial, a suspensão foi inevitável devido à forte concorrência entre os jornais humorísticos e ao elevado analfabetismo existente no país. Oito anos depois, em 1905, “Caracoles” pega novamente no jornal e, juntamente com “Esculápio” (Eduardo Fernandes), reedita Os Ridículos, aproveitando agora a oportunidade que lhes oferecia a efervescência política que precedeu a implantação da República. A partir de 1906, já sem a colaboração de Eduardo Fernandes, o jornal conhece então uma fase de franco desenvolvimento, enveredando pela crítica política e pela sátira aos acontecimentos dominantes da época; os seus jocosos comentários granjearam-lhe uma popularidade e uma notoriedade que se manteriam praticamente até ao fim do jornal, em 1984. Entre os seus colaboradores destacam-se Alonso (Santos Silva), Colaço, Silva Monteiro, José Pargana, Stuart de Carvalhais e Natalino Malquiades, no desenho humorístico e na caricatura política, enquanto os textos eram assegurados por Gamalhães (Xavier de Magalhães), Sousa Pinto, Aníbal Nazaré, Nelson de Barros, Borges de Antão, Casimiro Godinho, entre outros. A par do Sempre Fixe foi, sem dúvida, um dos mais importantes e mais duradoiros jornais humorísticos publicados em Portugal no século XX.


PROGRAMA 

  • Visitas guiadas à exposição, para diferentes públicos (escolar, universitário, jovens, adultos e idosos) De terça-feira a sexta-feira, às 10h30 ou 14h30.
  • Ateliers, após visitas guiadas, sobre a temática do desenho humorístico, da caricatura política e da censura
  • Debate Jornalismo Gráfico e Censura no Estado Novo, com historiadores, ilustradores e jornalistas, no dia 8 de Novembro (Auditório da Bedeteca de Lisboa)
  • Conteúdos Digitais sobre o tema:

Fora de Portas (rede municipal de bibliotecas de Lisboa) – Exposição Digital
Hemeroteca Digital –
Conteúdos Informativos

 

Bedeteca de Lisboa
Palácio do Contador-Mor
Rua Cidade de Lobito, Olivais Sul
Telefone: 21 853 66 76
Fax: 21 853 21 68
e-mail:
Geral


Horário: segunda a sexta das 10h às 19h

 

Em Outubro estamos encerrados nas Segundas de 6 e 20, e Sábados de 4 e 18.
Em Novembro estamos encerrados nas Segundas de 3 e 17, e Sábados de 1, 15 e 29.
 

Em Dezembro estamos encerrados nas Segundas de 1, 15 e 29, e Sábados de 13 e 27

Transportes: Carris: 10, 21, 708, 759 Metro: Olivais (Linha Vermelha)


Informações recebidas por e-mail da Hemeroteca Municipal

Para mais informação contactar Maura Pessoa: maura.pessoa@cm-lisboa.pt

publicado por Ana Paula às 16:48
Categorias: ,


Colaboradores
Encontrar sugestão...
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


24

28
29
31


Comentários Recentes
Olá, boa tarde. Vi a informação de sabados desport...
Muito Bom post! Sou um Verdadeiro fã de antiguidad...
Massa!
Obrigado, Clara
Vivo pertissimo de Sintra e não conhecia. Obrigado...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Por favor, poste a data da nova festa pra gente po...
A SIMECQ-Cultura vem desejar um Feliz Natal e um N...
Como que e faço para ver tema da festa infa...
Adoro este Site e já o consulto à alguns dias a se...
Sugestões Anteriores
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D