Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

Sociologia da Música: Tendências, Interpelações, Perspectivas
Coordenação científica: Mário Vieira de Carvalho (Universidade Nova de Lisboa)
e Christian Kaden (Universidade Humboldt de Berlim)

23, 24 e 25 de Julho das 9h00 às 18h30

Culturgest - Pequeno Auditório e Sala 2


Entrada Gratuita: Levantamento de senha de acesso, 30 min. antes do início da sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.

Atenção: Conferências em inglês.




Nas últimas décadas as abordagens sociológicas da música têm vindo a desenvolver, expandir e diversificar extensivamente os seus métodos e áreas temáticas. Os campos de investigação da sociologia e da musicologia têm-se cruzado cada vez mais. O espectro interdisciplinar continua a alargar-se. Tanto as questões teórico-críticas como os estudos empíricos se abriram a novos horizontes. A Sociologia da Música desenvolveu-se num sentido integrativo, tomando em conta os contributos da História, Antropologia, Filosofia e Estética, Psicologia e Psicanálise, Economia, Teorias da Recepção, Comunicação e Sistemas, Estudos de Género, Culturais, Comparativos e da Globalização. Intensificou-se também a sua influência noutras áreas da Musicologia – por exemplo, nos Estudos de Composição e Interpretação ou na Análise Musical. A maior parte das abordagens incide actualmente sobre as práticas musicais como interacção social, o material musical e as obras musicais como sociedade codificada, o significado musical como resultado de processos sociais que ocorrem em mundos vividos em constante mudança, as trocas sistema-meio na produção e na recepção musicais, etc. Mais recentemente emergiu a extensão a novas questões, como por exemplo, as colocadas em contextos de morte, guerra, conflitos étnicos e políticos. A Sociologia da Música tem ainda contribuído para uma musicologia auto-crítica, que se tornou consciente da construção social do conhecimento e, consequentemente, visa produzir um conhecimento socialmente mais válido.


Esta conferência internacional reúne em Lisboa mais de quarenta especialistas de todos os continentes, representativos dessas diferentes abordagens e temáticas. A problemática da modernidade musical europeia, as músicas populares no espaço ibero-americano, a globalização e as transferências culturais (considerando, designadamente, a China), as novas tecnologias e as estratégias de mediação, a relação com a música na doença e na morte, os usos da música na manipulação política, enfim a reflexão teórico-crítica que interroga o objecto e as metodologias – eis todo um diferenciado leque de interpelações (entre outras) que alimentará os debates das quinze sessões públicas distribuídas por três dias.
A organização é do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical da Universidade Nova de Lisboa (CESEM). Integram a Comissão Organizadora os professores Mário Vieira de Carvalho, Paula Gomes Ribeiro e Ângelo Martingo.

 

Quem deseje obter um certificado de participação e outras informações actualizadas sobre a organização do congresso deverá consultar o sítio oficial do congresso sociologyofmusic2009.com.


QUINTA-FEIRA, 23 DE JULHO

8h30 Recepção/Acreditação
8h45 Sessão de abertura

9h00 – 10h45
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Christian Kaden
Antoine Hennion (Paris)
Amar a música: Duma Sociologia da Cultura a uma Pragmática do Gosto
Tia DeNora (Exeter, RU)
Quando a música assume a liderança

Richard Leppert (Minneapolis – Minnesota)
Música, Estética e a Dialéctica do Compromisso Social

10h45 – 11h15 – INTERVALO

11h15 – 13h00
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Morag Josephine Grant
Mikuláš Bek
O famoso 'gosto checo': uma crítica social à musicalidade checa
Pedro Boia (Porto, Exeter)
Modernismo, Pós-Modernismo e Sentido no(s) Movimento(s) de (re-)Interpretação da Música Antiga
Angelo Martingo (Braga)
Contextos de modernidade: identidade e significação na recente prática composicional em Portugal

SALA 2
MODERADOR: Carlos Sandroni
Luís Melo Campos (Lisboa)
Músicos e modos de relacionamento com a música
Iñigo Sánchez (Barcelona)
Del salón a la cocina: haciendo etnomusicología en casa

Ana Brinca (Lisboa)
O som e a escuta no ‘KZ-Lager’: Auschwitz, Buchenwald, Ravensbrück

13h00 – 14h30 – INTERVALO

14h30 – 16h15
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Hansjakob Ziemer
Daniel Koglin (Berlim)
Espaços semânticos de Factos ou Artefactos Musicais?
Paula Gomes Ribeiro (Lisboa)
A construção operática da hiperrealidade: Paradigmas da representação social na dramaturgia da ópera contemporânea

Manuel Deniz Silva (Lisboa) A música de filme como objecto sociológico

SALA 2
MODERADOR: Antoine Hennion
Katrin Bicher (Berlim)
Verein für musikalische Privataufführungen [Sociedade para Audições Musicais Privadas]. Objectivos, Estruturas, Protagonistas
Mark Clague (Ann Arbor – Michigan)
Para uma socialidade da invenção artística, ou a instituição como musa: A Associação Auditorium de Chicago e a criatividade das organizações musicais nos Estados Unidos
José Júlio Lopes (Lisboa)
O compositor contemporâneo no seu labirinto. Arquivo. Memória. Reprodução. Recepção. Instituições. Mediação. Novas tecnologias. Música no mundo

16h15 – 16h45 – INTERVALO

16h45 – 18h30
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Tia DeNora
Wolfgang Fuhrmann (Viena)
Para uma teoria de sistemas sociomusicais: reflexões sobre o desafio de Niklas Luhmann para a Sociologia da Música
Hansjakob Ziemer (Berlim)
Escutar as Diferenças: O debate Stravinsky-Shoenberg nos anos 20 na perspectiva de uma Antropologia Histórica da Música
António Pinho Vargas (Coimbra)
A Música Europeia após 1945 como um espaço restrito de enunciação

SEXTA-FEIRA, 24 DE JULHO

9h00 – 10h45
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Philip V. Bohlman
Salwa Castelo-Branco (Lisboa)
Discurso sobre música, política cultural e construção nacional no século XX em Portugal
Carlos Sandroni (Pernambuco)
Mudanças recentes na música tradicional do Nordeste brasileiro: o caso de Pernambuco
Peter J. Martin (Manchester)
O negócio da gravação e a internet: Dumbo encontra-se com o inimigo lá dentro?

10h45 – 11h15 – INTERVALO

11h15 – 13h00
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Salwa Castelo-Branco
Juan Manuel Pavía Calderón (Bogotá)
Sociologia da música popular na Colômbia
Denise Milstein (Nova Iorque)
Repressão, re-orientação e ciclos de vida dos movimentos de música popular na América Latina
Pedro Russo Moreira (Lisboa)
A Rádio e a Música para Trabalhadores: Política de programação da Emissora Nacional nos Anos 40

SALA 2
MODERADOR: Juan-Pablo González
Michel Nicolau (Berlim/Campinas)
A percepção da ideia de diversidade na indústria musical
Paula Abreu (Coimbra)
A indústria fonográfica e o mercado da música gravada: um longo equívoco
Pedro Nunes (Lisboa)
O Jornalismo e a Crítica Pop-Rock em Portugal: entre o gatekeeping do gosto e o grilo falante da indústria

13h00 – 14h30 – INTERVALO

14h30 – 16h45
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Denise Milstein
Mariano Muñoz-Hidalgo (Talca, Chile)
Psicossociologia da cultura popular: marginal versus subterrâneo na música popular
José Juan Olvera Gudiño (Monterrey, México)
O dia em que Kumbia Kings desceu à cidade. Negociações e confrontos na configuração das culturas musicais
Luzia Rocha/Luís Sousa (Lisboa)
Viagens e mutações de uma obra de arte: usos e apropriações da pintura de Malhoa O Fado

SALA 2
MODERADOR: Bernd Hornung
Diósnio Machado Neto (S. Paulo)
A ‘viola’ e o véu: o estilo de canção da ‘modinha’ no processo de redefinição da crítica social brasileira setecentista
Elisa Lessa (Braga)
Vozes femininas, regras masculinas: Patriarcado e prática musical nos conventos portugueses setecentistas
Maria José Artiaga (Lisboa)
A recepção de Verdi no meio intelectual português nos anos 70 do século XIX

16h15 – 16h45 – INTERVALO

16h45 – 18h30
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Max Paddison
Mário Vieira de Carvalho (Lisboa)
‘Esperança para a verdade’: Uma indagação das concepções de Arte e Teoria Social em Adorno
João Pedro Cachopo (Lisboa)
Quão política é a música? Uma abordagem através de Adorno e Rancière
Andreas Stascheit (Dortmund)
A Música na História do Pensamento Social

SÁBADO, 25 DE JULHO

9h00 – 10h45
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Richard Leppert
Philip V. Bohlman (Chicago)
Som, Silêncio e Sociedade – A estética da acção numa sociologia da música globalizada
Ruth Finnegan (Milton Keynes, RU)
Música: um médium humano universal?
Max Paddison (Durham, RU)
Aspectos Teóricos na Mediação Sociocultural da Música

10h45 – 11h15 – INTERVALO

11h15 – 13h00
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Peter J. Martin
Karsten Mackensen (Berlim)
Teoria sociológica universal e criação teórica empírica numa sociologia da música histórica: capacidade de intervenção, racionalização e a realidade de um cosmos musical no limiar da idade moderna
Minghui Bi (Peking)
‘Ópera Modelo’ na China: O fenómeno musical específico sob uma específica forma social
Morag Josephine Grant (Göttingen)
Musicologia, estudos de conflitos e direitos humanos: lições do passado, abordagens para o futuro

13h00 – 14h30 – INTERVALO

14h30 – 16h15
PEQUENO AUDITÓRIO
MODERADOR: Mário Vieira de Carvalho
Bernd Hornung (Marburg)
Holismo – O Cerne da Arte e da Estética – Uma Abordagem na perspectiva da Teoria da Informação
Juan-Pablo González (Santiago, Chile)
Para uma história social da actualidade: música popular e angry young chilenos durante a década de 1960
Christian Kaden (Berlim)
A loucura de Schumann. Horizontes da Antropologia Histórica da Música

16h15 – 16h30 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO

17h00 – Programa social

 

 

Fundação Caixa Geral de Depósitos - Culturgest

Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos
Rua Arco do Cego, Piso 1
1000-300 Lisboa

 

Informações: 21 790 51 55 ou culturgest.bilheteira@cgd.pt

publicado por Ana Paula às 18:45


Newsletter "Gratuito"

Colaboradores
Encontrar sugestão...
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16

19

27
31


Comentários Recentes
Olá, boa tarde. Vi a informação de sabados desport...
Muito Bom post! Sou um Verdadeiro fã de antiguidad...
Massa!
Obrigado, Clara
Vivo pertissimo de Sintra e não conhecia. Obrigado...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Por favor, poste a data da nova festa pra gente po...
A SIMECQ-Cultura vem desejar um Feliz Natal e um N...
Como que e faço para ver tema da festa infa...
Adoro este Site e já o consulto à alguns dias a se...
Sugestões Anteriores
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D